Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uricer.edu.br/handle/35974/259
Tipo de documento: Artigo Científico
Autor(es): Tozzo, Simone
Orientador(es): Ferrão, Luana
Título principal: Assistência de enfermagem à criança com câncer: revisão integrativa
Título(s) alternativo(s): Nursing care for children with cancer: integrative review
Publicação: 2019
Resumo: Introdução: O câncer infanto-juvenil atinge crianças e adolescentes de 1 a 19 anos, acometendo principalmente células sanguíneas e tecidos de sustentação. Para atuar em oncologia pediátrica, a equipe de enfermagem necessita de qualificação para desempenhar além do conhecimento técnico-científico, habilidade de comunicação e interação com a criança e família. Contudo, os trabalhadores nem sempre são emocionalmente preparados para atuar com este público. Objetivo: verificar o que a literatura científica tem publicado acerca da assistência de enfermagem à criança com câncer nos últimos dez anos. Materiais e métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, com abordagem qualitativa, embasada por Ganong. Resultados: Os profissionais de enfermagem ao atuar em oncologia pediátrica utilizam-se da empatia, do diálogo e de estratégias lúdicas, por meio da brincadeira, o que favorece ao acolhimento e o fortalecimento de vínculos com a criança e família. Entretanto, a vivência da criança que está em processo de morte, gera sofrimento e até o afastamento deste convívio. O apoio psicológico para a equipe se torna primordial no enfrentamento dessas vivências diárias. Considerações finais: A equipe de enfermagem necessita de aperfeiçoamento para atuar em oncologia pediátrica, bem como espaços para que possam exteriorizar possíveis angústias acerca de suas experiências, uma vez que poderão interferir no sucesso e qualidade de sua assistência.
Abstract/Resumen: Opening: Children’s cancer reaches kids and teens of 1 to 19 years old, striking mainly blood cells and supportive tissues. To work in pediatric oncology, the nursing staff needs qualification to perform beyond technical-scientific knowledge, communication skills and interaction with the child and family. However, workers are not always emotionally prepared to work with this audience. Goal: verify what scientific literature has published about the nursing technical carrying/support to children with cancer in the last ten years. Material and methods: It is about an integrative review of the literature, with a qualitative approach, based on Ganong. Results: Nursing professionals working in pediatric oncology use empathy, dialogue and playful strategies, through play, which favors the welcoming and strengthening of bonds with the child and family. However, the experience of the child who is in the process of dying generates suffering and even withdrawal from this interaction. Psychological support for the team becomes paramount in coping with these daily experiences. Final regards: The nursing team needs improvement to work in pediatric oncology, as well as spaces to express possible anguish about their experiences, as they may interfere with the success and quality of their care.
Assunto(s): Enfermagem
Enfermagem oncológica
Assistência de enfermagem
Enfermagem pediátrica
Instituição: Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões
Sigla da Instituição: URI Erechim
Curso/Programa: Especialização em Enfermagem Oncológica
Departamento: Ciências da Saúde
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Simone Tozzo.pdf197,79 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.