Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uricer.edu.br/handle/35974/398
Tipo de documento: Trabalho de Conclusão de Curso
Autor(es): Bernstein, Fernanda Luzia
Orientador(es): Morsch, Ana Lucia Bernardo de Carvalho
Título principal: Avaliação funcional respiratória em pacientes submetidos à cirurgias abdominais
Publicação: 2019
Resumo: As complicações pulmonares são encontradas com frequência em pós-operatórios de cirurgias abdominais e a ocorrência destas pode ocasionar aumento do período de internação, elevar os custos hospitalares e contribuir de maneira significativa, para a mortalidade. Diante disso, este estudo teve como objetivo avaliar a capacidade, força e a resistência da musculatura respiratória em pacientes submetidos à cirurgia abdominal. O presente estudo é de cunho transversal exploratório descritivo e quantitativo. As avaliações das pressões respiratórias máximas (PRM) foram obtidas através da manovacuometria, o pico de fluxo expiratório (PFE) por meio do medidor de pico de fluxo expiratório e a mensuração da ventilação voluntária máxima (VVM) através de um espirômetro. A análise estatística foi realizada por meio da utilização do programa SPSS 22.0 (SPSS inc., Chicago, ILL, USA). A amostra foi composta por 20 pacientes, 13 indivíduos do sexo feminino (65%) e 7 indivíduos do sexo masculino (35%), com média de idade de 50,3 anos (±15,8). Em relação ao índice de massa corporal, o sexo feminino apresentou uma média de 25 (±9,2) e o sexo masculino de 22 (±8,8). Foi observado uma diminuição significativa das PRM, PFE, e VVM, e uma forte correlação entre as variáveis, com exceção do índice de massa corporal. Conclui-se no presente estudo que pacientes submetidos a cirurgias abdominais apresentaram uma diminuição significativa da força, função e desempenho muscular respiratório, sendo que estas variáveis se correlacionaram fortemente entre si.
Abstract/Resumen: Pulmonary complications are frequently found in postoperative abdominal surgeries, and their occurrence may increase the length of stay, increase hospital costs and significantly contribute to mortality. Therefore, this study aimed to evaluate the capacity, strength and resistance of respiratory muscles in patients undergoing abdominal surgery. The present study is descriptive and quantitative cross-sectional exploratory. Maximum respiratory pressure (PRM) assessments were obtained by manovacuometry, peak expiratory flow (PEF) using the peak expiratory flow meter and the measurement of maximum voluntary ventilation (MVV) using a spirometer. Statistical analysis was performed using the SPSS 22.0 software (SPSS inc., Chicago, ILL, USA). The sample consisted of 20 patients, 13 females (65%) and 7 males (35%), with a mean age of 50.3 years (± 15.8). Regarding body mass index, females had an average of 25 (± 9.2) and males of 22 (± 8.8). There was a significant decrease in PRM, PEF, and MVV, and a strong correlation between variables, except for body mass index. It is concluded in the present study that patients undergoing abdominal surgery presented a significant decrease in respiratory muscle strength, function and performance, and these variables correlated strongly with each other.
Assunto(s): Fisioterapia
Complicações pós-operatórias
Capacidades pulmonares
Ventilação voluntária máxima
Instituição: Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões
Sigla da Instituição: URI Erechim
Curso/Programa: Fisioterapia
Departamento: Ciências da Saúde
Aparece nas coleções:Fisioterapia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Fernanda Luzia Bernstein.pdf1,8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.