Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uricer.edu.br/handle/35974/355
Tipo de documento: Trabalho de Conclusão de Curso
Autor(es): Pires, Aline Contreira
Orientador(es): Prestes, Neiva de Oliveira
Título principal: Atuação da enfermagem na visita aberta ao paciente em unidade de terapia intensiva
Publicação: 2021
Resumo: Introdução: A Política Nacional de Humanização (PNH), instituiu a proposta da Visita Aberta, cujo objetivo consiste em ampliar o acesso dos visitantes às alas de internação, como forma de integrar o acompanhante no processo de cura do paciente. Atualmente, defende-se a importância da presença familiar no ambiente hospitalar como uma prática efetiva no combate ao sofrimento, tanto do paciente como da família, esclarecendo de fato que a permanência nesses espaços destinados ao cuidado não representa uma ameaça em potencial ao paciente, sendo limitado unicamente por conta do tempo de contato e estrutura física da unidade hospitalar, uma vez que não são projetadas para recepção de visitas. O presente estudo demonstra sua relevância nos vieses da pesquisa, sobretudo com a pretensão de dinamizar estratégias para a enfermagem atuar de forma a ampliar os recursos oferecidos na vertente do cuidado humanizado ao paciente crítico. Objetivo Geral: Conhecer as contribuições das produções científicas da enfermagem frente a visita aberta a pacientes em terapia intensiva. Metodologia: O presente estudo segue uma abordagem qualitativa sob o método de revisão integrativa da literatura, uma vez que objetiva a busca e síntese de pesquisas relevantes, visando maior compreensão e entendimento acerca da temática de investigação de forma a beneficiar aspectos da prática clínica. A pergunta de pesquisa foi elaborada por meio da estratégia PICo, quais as contribuições das produções cientificas da enfermagem frente a visita aberta a pacientes em terapia intensiva? Para tipos de estudo, optou-se por utilizar pesquisas qualitativas, estudos prognósticos, estudos observacionais, de avaliação, prevalência e fatores de risco. Os idiomas selecionados foram Português e Inglês. Em aspecto, optou-se por determinantes sociais, com limite a humanos, e ano de publicação de 2010 a 2020. Os documentos selecionados foram artigos, filtrados por revistas que tragam assuntos relacionados a enfermagem, terapia intensiva. As buscas foram realizadas no portal eletrônico BVS (Biblioteca Virtual em Saúde) e com o cruzamento dos descritores. Resultados: foram encontradas, inicialmente, 44 produções. Com a exclusão dos artigos duplicados, os quais foram contabilizados uma única vez, permaneceram 31 estudos para a leitura dos títulos e resumos, respeitando o objetivo da pesquisa, que aforam analisados em duas categorias, sendo elas Contribuição, Observações e Satisfação da família e a Relação família-profissional no ambiente da UTI. Considerações finais: Estratégias precisam ser planejadas e implementadas para fortalecer a visita aberta ao paciente crítico, bem como ampliar o olhar da enfermagem, no que tange ao envolvimento com a família pois esse, faz parte do processo de cuidado. Acredita-se que os resultados possam contribuir para reflexões acerca da atuação da equipe de enfermagem no cuidado ao paciente criticamente enfermo, usando a comunicação acolhedora, clara e transparente com a família como ferramenta de gestão do cuidado, bem como incluir a família no processo de cuidado e tomando decisão compartilhada, objetivando um cuidado empático e humanizado.
Abstract/Resumen: Introduction: The National Humanization Policy (PNH) established the Open Visit proposal, whose objective is to expand the access of visitors to the inpatient wards, as a way to integrate the companion in the patient's healing process. Currently, the importance of family presence in the hospital environment is defended as an effective practice in combating suffering, both for the patient and for the family, clarifying in fact that the permanence in these spaces for care does not represent a potential threat to the patient, being limited solely because of the contact time and physical structure of the hospital unit, since they are not designed to receive visits. The present study demonstrates its relevance in the research biases, especially with the intention to streamline strategies for nursing to act in a way that expands the resources offered in the aspect of humanized care for critically ill patients. General Objective: To know the contributions of scientific nursing productions in face of open visits to patients in intensive care. Methodology: This study follows a qualitative approach under the integrative literature review method, as it aims to search and synthesise relevant research, aiming at greater understanding and understanding of the research theme in order to benefit aspects of clinical practice. The research question was elaborated through the PICo strategy, what are the contributions of scientific nursing productions in view of the open visit to patients in intensive care? For types of study, we chose to use qualitative research, prognostic studies, observational studies, assessment, prevalence and risk factors. The selected languages were Portuguese and English. In aspect, we opted for social determinants, limited to humans, and year of publication from 2010 to 2020. The selected documents were articles, filtered by journals that bring issues related to nursing and intensive care. Searches were performed on the electronic portal BVS (Virtual Health Library) and with the crossing of descriptors. Results: initially, 44 productions were found. With the exclusion of duplicate articles, which were counted only once, 31 studies remained for the reading of titles and abstracts, respecting the research objective, which were analyzed in two categories, namely Contribution, Observations and Family Satisfaction and Family-professional relationship in the ICU environment. Final considerations: Strategies need to be planned and implemented to strengthen the open visit to critically ill patients, as well as to broaden the perspective of nursing, with regard to involvement with the family, as this is part of the care process. It is believed that the results can contribute to reflections on the role of the nursing team in caring for critically ill patients, using welcoming, clear and transparent communication with the family as a care management tool, as well as including the family in the process of care and shared decision making, aiming at an empathetic and humanized care.
Assunto(s): Enfermagem
Terapia intensiva
Visita aberta
Prática clínica
Instituição: Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões
Sigla da Instituição: URI Erechim
Curso/Programa: Enfermagem
Departamento: Ciências da Saúde
Aparece nas coleções:Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Aline Contreira Pires.pdf1,04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.