Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uricer.edu.br/handle/35974/357
Tipo de documento: Trabalho de Conclusão de Curso
Autor(es): Zin, Cristian Felipe Fantin
Orientador(es): Kessler, Marciane
Título principal: Perfil epidemiológico das internações nas unidades de terapia intensiva de um município da região norte do Rio Grande do Sul
Publicação: 2021
Resumo: Com o passar dos anos a tecnologia ganhou notoriedade e se intensificou no âmbito da ciência da saúde, surgindo grandes avanços tecnológicos a fim de proporcionar uma assistência adequada, efetiva e de maior qualidade. Neste contexto, surgem as Unidades de Terapia Intensiva (UTI), na qual são ambientes de alta complexidade no meio intra-hospitalar, com o objetivo de oferecer suporte avançado de vida para variados níveis de comprometimento em pacientes críticos. A capacidade de ocupação de leitos de UTI vem aumentando de forma exacerbada nos últimos anos, agravando a demanda futura reprimida e evidenciando uma escassez assistencial pela superlotação dos serviços de saúde. Outro fator que deve ser considerado são os efeitos da transição demográfica, atrelada à redução da taxa de natalidade e ao envelhecimento da população, alterando o perfil epidemiológico dos pacientes internados em UTI. Neste contexto, conhecer o perfil epidemiológico das internações subsidia a gestão e gerenciamento do serviço, melhorando a qualidade da assistência, a organização e os resultados alcançados. O objetivo da pesquisa foi analisar o perfil epidemiológico das internações hospitalares em uma unidade de terapia intensiva do município de Erechim, Rio Grande do Sul. Tendo como objetivos específicos conhecer as características sociodemográficas dos pacientes; identificar a prevalência das causas de internações e avaliar a evolução clínica dos pacientes. O presente estudo trata-se de um estudo quantitativo, com delineamento transversal e retrospectivo. Para a pesquisa foram analisados dados secundários referentes à informações cadastrais dos pacientes internados em uma das UTIs do município. Estas informações foram fornecidas pela instituição hospitalar sem identificação de pacientes e familiares. As variáveis exploradas na pesquisa foram: idade, sexo, estado civil, município da residência, motivo da internação (CID-10), e dados referentes à evolução clínica (alta, transferência de unidade ou setor e óbitos). Os dados foram codificados e analisados em uma planilha Excel. A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva das variáveis. Os resultados encontrados na presente pesquisa evidenciaram que entre o total de admitidos de Janeiro de 2010 a Dezembro de 2020, a maioria são idosos (≥ 60 anos), do sexo masculino e casados/concubinatos. Pode-se perceber que as transferências após o período da UTI para outros setores de internação têm proporções maiores em adultos- jovens e diminuem conforme o aumento das faixas etárias. No que tange as internações diretas na UTI, a maior proporção está entre a população mais adulto/jovem relacionando às causas externas (e outros) e aumento de transferências de outras unidades de internação para a UTI entre pessoas de mais idade, pois estas possuem mais condições crônicas, que geralmente complicam ou agravam de forma mais lenta. O sexo masculino obteve o maior número de altas em comparação com o sexo feminino, sendo maiores em pacientes solteiros e separados, pois se trata de uma população mais jovem. Quanto aos óbitos, a maior porcentagem de mortalidade foi em viúvos. O município de Erechim apresentou os maiores índices de internação e no que tange aos indicadores de altas, os municípios que tiveram maiores prevalências foram Aratiba e Campinas do Sul. Considerando os capítulos da CID-10, admissões no período de 10 anos ocorreram principalmente por doenças do aparelho circulatório, seguido de sintomas, sinais e achados anormais de exames clínicos e de laboratório, doenças do aparelho respiratório, doenças do aparelho digestivo, lesões, envenenamento e algumas causas externas e neoplasias (tumores). A principal causa de óbito no período estudado foi por doenças infecciosas e parasitárias dentre elas a sepse não especificada tendo mais proporção dentro do grupo. Entretanto, considerando a ordem de classificação das causas especificas de óbitos deste estudo, sem considerar o capítulo da CID-10, vale destacar que prevalecem as causas do aparelho circulatório. No que tange a variável de altas, os pacientes com melhor evolução clínica foram aqueles com nos seguintes Capítulos de CID-10: sintomas, sinais e achado anormais de exames clínicos e de laboratório seguido de doenças do aparelho geniturinário e em terceiro lugar para o capitulo de doenças do aparelho digestivo. Por meio deste estudo foi possível conhecer o perfil epidemiológico das internações na unidade de terapia intensiva auxiliando na gestão do serviços e ações para melhoria da assistência à saúde.
Abstract/Resumen: Over the years, technology has gained notoriety and intensified in the field of health science, with great technological advances in order to provide adequate, effective and higher quality care. In this context, the Intensive Care Units (ICU) arise, in which they are highly complex environments in the hospital environment, with the objective of offering advanced life support for different levels of impairment in critically ill patients. The capacity to occupy ICU beds has been increasing in an exacerbated manner in recent years, aggravating the repressed future demand and showing a lack of care due to the overcrowding of health services. Another factor that must be considered is the effects of the demographic transition, linked to the reduction in the birth rate and the aging of the population, changing the epidemiological profile of patients admitted to the ICU. In this context, knowing the epidemiological profile of hospitalizations subsidizes the management and management of the service, improving the quality of care, the organization and the results achieved. The objective of the research was to analyze the epidemiological profile of hospital admissions in intensive care units in the city of Erechim, Rio Grande do Sul. Having as specific objectives to know the sociodemographic characteristics of the patients; identify the prevalence of causes of admissions and assess the clinical evolution of patients. The present study is a quantitative study, with a cross-sectional and retrospective design. For the research, secondary data referring to the registration information of patients admitted to one of the ICUs in the city were analyzed. This information was provided by hospital institutions without identifying patients and family members. The variables explored in the research were: age, sex, marital status, municipality of residence, reason for admission (ICD-10), and data regarding clinical evolution (discharge, transfer from unit or sector and deaths). Data were coded and analyzed in an Excel spreadsheet. Data analysis was performed using descriptive statistics of the variables. The results found in this research showed that among the total number of admissions from January 2010 to December 2020, the majority are elderly (≥ 60 years old), male and married/concubinate. It can be seen that transfers after the ICU period to other hospitalization sectors have higher proportions in young adults and decrease with increasing age groups. With regard to direct admissions to the ICU, the highest proportion is among the older/young population, relating to external causes (and others) and increased transfers from other inpatient units to the ICU among older people, as they have more chronic conditions, which generally complicate or worsen more slowly. Males had the highest number of discharges compared to females, being higher in single and separated patients, as this is a younger population. As for deaths, the highest percentage of mortality was in widowers. The municipality of Erechim had the highest hospitalization rates and, with regard to discharge indicators, the municipalities with the highest prevalence were Aratiba and Campinas do Sul. Considering the ICD-10 chapters, admissions in the 10-year period were mainly due to diseases of the circulatory system, followed by symptoms, signs and abnormal findings from clinical and laboratory tests, respiratory diseases, digestive diseases, injuries, poisoning and some external causes and neoplasms (tumors). The causes of death in the study period were infectious and parasitic diseases, among them unspecified sepsis having more proportion within the group, followed by respiratory diseases, in third place neoplasms (tumors), the fourth cause related to the genitourinary system, followed by diseases of the digestive tract. However, considering the order of classification of the specific causes of death in this study, without considering the ICD-10 chapter, it is worth noting that the causes of the circulatory system prevail. The main specific causes were cerebrovascular accident (CVA) not specified as hemorrhagic or ischemic, being the main cause of death in the ICU, and unspecified Acute Myocardial Infarction was the fifth most prevalent cause of death in the ICU in this study. Regarding the discharge variable, the patients with the best clinical evolution do those with the following ICD-10 Chapters: symptoms, signs and abnormal findings from clinical and laboratory examinations followed by diseases of the genitourinary system and in third place for the chapter of diseases of the digestive tract. Through this study, it was possible to know the epidemiological profile of admissions to the intensive care unit and may support the management of services and actions to improve health care.
Assunto(s): Enfermagem
Cuidados intensivos
Perfil epidemiológico
Estudo transversal
Instituição: Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões
Sigla da Instituição: URI Erechim
Curso/Programa: Enfermagem
Departamento: Ciências da Saúde
Aparece nas coleções:Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Cristian Felipe Fantin Zin.pdf983,07 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.